Sobre a arte na Idade Média e correto afirmar que

No que concerne à História da Arte, é correto afirmar que, durante o período da Idade Média,

o fazer artístico precisava ser feito com verdade e não com perfeição.

a arte buscava apenas a expressão da subjetividade presente no indivíduo.

a arte era concebida como o perfeito domínio das normas de um fazer.

a arte pressupunha o entrecruzamento de variados tipos de expressões.

Lista de 15 exercícios de História da Arte com gabarito sobre o tema Arte Medieval com questões de Vestibulares.


Você pode conferir as videoaulas, conteúdo de teoria, e mais questões sobre o tema Arte Medieval.

Trocar de TemaArte Rupestre Arte Egípcia Arte Grega Arte RomanaBarroco Europeu Barroco Mineiro RenascimentoNeoclassicismo Cubismo Impressionismo Modernismo Pop ArtRealismo e Naturalismo Romantismo Surrealismo Música Teatro Trocar de Disciplina Matemática História Geografia e Atualidades Sociologia e Filosofia Biologia Física Química Linguagens

1. (UNESP) Observe a imagem.

A Catedral de Notre-Dame, em Paris, parcialmente destruída por um incêndio em abril de 2019, é um exemplo da arquitetura

  1. gótica, expressa na verticalidade e no emprego de arcos e vitrais.
  2. românica, expressa no desenho do teto e da abóbada principal.
  3. clássica, expressa na composição simétrica e na presença de colunas dóricas.
  4. art nouveau, expressa na utilização de elementos geométricos decorativos.
  5. eclética, expressa no pastiche entre elementos barrocos e neoclássicos.

2. (UFSM) Observe as imagens.

Nas obras acima, de dois artistas italianos – um representando a arte medieval; outro, a arte do início dos tempos modernos –, pode-se inferir as mudanças que ocorreram na Itália, no final do medievo e início da Idade Moderna. Nesse período, aconteceu:

I → uma ruptura em relação ao predomínio dos temas religiosos na arte, em decorrência do crescimento do comércio e das manufaturas nas cidades italianas.

II → uma mudança no tratamento dos temas religiosos, no sentido de uma representação das figuras sagradas mais próximas a modelos humanos naturalizados.

III → uma nova orientação cultural, que modificou os valores do mundo medieval e priorizou o racionalismo, o naturalismo e o hedonismo.

Está(ão) correta(s)

  1. apenas I.
  2. apenas II.
  3. apenas I e II.
  4. apenas I e III.
  5. apenas II e III.

3. (UFPR) Sobre a iluminura abaixo, é INCORRETO afirmar:

  1. Revela a supremacia da união entre guerreiros e trabalhadores sobre os membros do clero.
  2. Representa a sociedade trifuncional tal qual foi concebida pelo bispo Adalberão de Laon, no século XI.
  3. Expressa uma concepção de sociedade no medievo.
  4. Representa uma configuração social baseada na cooperação e no serviço para a harmonia social no medievo.
  5. Não expressa a sociedade medieval em sua configuração social variada.

04. (Unesp) A vida cultural europeia, na Baixa Idade Média (do XI ao XV séculos), pode ser caracterizada pelo(a):

  1. esforço de Ptolomeu para estruturar os conceitos geográficos.
  2. multiplicação das Universidades e difusão da arquitetura gótica.
  3. deslocamento, de Córdoba para Paris, do centro de gravidade da cultura muçulmana.
  4. difusão do dogma escolástico baseado na negação da união entre a fé e a razão para a busca da verdade.
  5. decadência do ensino urbano seguido de sua ruralização.

05. (UEL) Nos museus estão presentes obras de arte que nos convidam ao “olhar”. Um dos elementos que compõem a obra e que são captados pelo olhar são as cores. A palavra “cor” vem do latim color e significa cobrir, ocultando a superfície e definindo a forma.

Sobre as manifestações artísticas, no que se refere ao elemento visual “cor”, assinale a alternativa correta.

  1. A arte egípcia antiga possui como principais características as paisagens de fundo, as figuras humanas e o uso de cores próximas da realidade, por meio da tinta a óleo, a centralização das imagens e a ilusão de profundidade.
  2. A arte contemporânea surgiu na França e nela a cor reflete a qualidade e a intensidade da luz, sem a utilização do contorno-linha. As sombras são luminosas e coloridas e as misturas, feitas diretamente na pintura.
  3. A arte medieval foi marcada por uma forte influência da Igreja Católica. As pinturas são plenas em luminosidade e em cores puras, além do ouro, da prata e do branco.
  4. A arte impressionista surgiu no pós-primeira guerra e, neste contexto, a cor remete as expressões artísticas originais a partir de técnicas inovadoras, priorizando acima do objeto artístico a ideia e o conceito.
  5. A arte renascentista caracterizava-se pelo racionalismo na qual a maior parte das suas esculturas e pinturas eram coloridas e presentes no interior dos templos. Nela as cores apresentavam não apenas uma função decorativa, mas eram carregadas de simbolismo.

06. (Fuvest) Esta imagem integra o manuscrito de uma das mais notáveis obras da cultura medieval. A alternativa que melhor caracteriza o documento é:

  1. Fábula que enuncia o ideal eclesiástico, mescla a aventura cavalheiresca, o amor romântico e as aspirações religiosas que simbolizaram o espírito das cruzadas
  2. Poema inacabado que narra a viagem de formação de um cavaleiro e a busca do cálice sagrado; sua composição mistura elementos pagãos e cristãos
  3. Cordel muito popular, elaborado com base nos épicos celtas e lendas bretãs, divulgado para a conversão de fiéis durante a expansão do Cristianismo pelo Oriente
  4. Peça teatral que serviu para fortalecer o espírito nacionalista da Inglaterra, unindo a figura de um governante invencível a um símbolo cristão
  5. Romance que condensa vários textos, empregado pela Igreja para encorajar a aristocracia a assumir uma função idealizada na luta contra os inimigos de Deus

07. (ENEM Libras)

A exploração dos contrastes entre o claro e o escuro é própria da arte barroca, como é o caso da obra Judite e Holoferne.

O tratamento de luminosidade empregado por Caravaggio nessa obra

  1. cria uma atmosfera de sonho e imaginação, por deixar algumas regiões do quadro na obscuridade.
  2. oculta os corpos na penumbra, eliminando do quadro qualquer traço de sensualidade.
  3. produz um envolvimento místico e distanciado da experiência cotidiana.
  4. enfatiza o drama e o conflito, conjugando realismo e artificialidade.
  5. recorta as figuras contra o fundo escuro, negando a profundidade.

08.(Fuvest) Já se observou que, enquanto a arquitetura medieval prega a humildade cristã, a arquitetura clássica e a do Renascimento proclamam a dignidade do homem. Sobre esse contraste pode-se afirmar que:

  1. corresponde, em termos de visão de mundo, ao que se conhece como teocentrismo e antropocentrismo;
  2. aparece no conjunto das artes plásticas, mas não nas demais atividades culturais e religiosas decorrentes do humanismo;
  3. surge também em todas as demais atividades artísticas, exprimindo as mudanças culturais promovidas pela escolástica;
  4. corresponde a uma mudança de estilo na arquitetura, sem que a arte medieval como um todo tenha sido abandonada no Renascimento;
  5. foi insuficiente para quebrar a continuidade existente entre a arquitetura medieval e a renascentista.

09. (UFAM PSC)

As imagens representam, respectivamente, o esboço das fachadas da catedral de Modena, na Itália e da catedral de Chartres, na França. Ao considerar as imagens, analise as afirmativas a seguir:

I. A imagem 1 trata-se de um exemplo da arquitetura românica, surgida durante a Alta Idade Média na Europa Ocidental.

II. A imagem 2 exemplifica o estilo gótico, nascido na Europa entre os séculos XI e XII, em plena dinâmica do sistema feudal .

III. Os elementos góticos da imagem 2 são produtos de uma sociedade efervescente, em que novas categorias sociais dedicadas ao artesanato e ao comércio estão em ascensão.

IV. Na arte românica, representada pela figura 1 foram utilizados elementos tanto romanos e germânicos como também bizantinos, islâmicos e armênios, a fim de criar algo essencialmente original.

V. Tanto a imagem 1 como a imagem 2 evocam o poder da Igreja, cuja sólida organização centralizada e rigidamente hierarquizada dominou o medievo europeu. Assinale a alternativa correta:

  1. Somente as afirmativas I, II e III estão corretas
  2. Somente as afirmativas II, III e IV estão corre
  3. Somente as afirmativas III, IV e V estão corretas
  4. Todas as afirmativas estão corretas
  5. Todas as afirmativas estão erradas

10. (Unip) Leia o texto a seguir:

“Oriundo da técnica de pintura sobre paredes úmidas. A sutileza desse trabalho é a realização do painel com a argamassa ainda molhada. A preparação inicial ocorria da seguinte forma: aplicava-se uma camada de cal na superfície e, em seguida, era coberta com gesso fino e bem liso. Com a adesão do pigmento à parede, essa combinação daria o efeito desejado. A especificidade da técnica se distingue com a pintura se incorporando à argamassa ao secar, tendo como efeito a impressão de uma película aplicada sobre o fundo.”

A técnica descrita no texto acima é o:

  1. Sfumato.
  2. Serigrafia.
  3. Litografia.
  4. Xiiografla.
  5. Afresco.

11. (UFSM) No princípio do século XII, teve início na Europa uma economia fundada no comércio, e o centro da vida social deslocou-se do campo para as cidades, surgindo uma nova classe social: a burguesia urbana. Também resultado desse processo, a arte românica passou a ser abandonada em favor de umnovo estilo, a arte gótica, a qual apresentava as seguintes características arquitetônicas:

  1. colunas jônicas, capitéis e relicários.
  2. contrastes de luz e sombras, abóbadas e tetos altos.
  3. vitrais coloridos, muito espaço interno e paredes maciças.
  4. fachadas pesadas, pouco espaço interno e rosáceas.
  5. arcobotantes, arcos ogivais e vitrais.

12. (Unip) A escultura_________________ era subordinada à arquitetura. As obras eram elaboradas sobre colunas, portas ou outros elementos arquitetônicos, e estavam presentes nos interiores e nos exteriores das edificações.

Assinale a alternativa que preencha corretamente a lacuna:

  1. Românica.
  2. Gótica.
  3. Bizantina.
  4. Renascentista.
  5. Islâmica.

13. (UEA)

A pintura afresco de Ambroggio Lorenzetti, uma das mais importantes e características do Pré-Renascimento italiano, representa a vida cotidiana em um burgo medieval da Itália do século XIV. Atividades de lazer e de trabalho transcorrem pacificamente no interior dos muros da cidade. Observandose esse pormenor, algumas atividades econômicas podem ser identificadas no detalhe:

  1. indústrias de grande porte e salas amplas dedicadas ao comércio.
  2. formação de exércitos de mercenários e manufaturas de armas de fogo.
  3. trabalhos artesanais e chegada de produtos transportados por muares.
  4. fabricações de instrumentos musicais e escolas de alfabetização de crianças.
  5. tráfico de trabalho humano e sistema de transporte coletivo de pessoas.

14. (Fac. Cultura Inglesa-SP) A catedral é uma igreja urbana. Ela domina a cidade e observa tudo o que se produz e se troca em uma aglomeração que fora dela é só emaranhado de ruelas, de cloacas e de imundícies. A cidade é concentrada, estreita. A catedral é toda aberta. Ela é uma demonstração de autoridade. Ela fala da soberania do Cristo-Rei por meio de suas fachadas que têm a aparência de fortalezas e por meio de suas torres que prolongam as fachadas. A catedral é a afirmação que a salvação é alcançada na ordem e na disciplina, sob o controle do poder do bispo.

(Georges Duby. A Europa na Idade Média, 1984. Adaptado.)

O excerto refere-se ao renascimento das cidades na Idade Média europeia e à emergência

  1. da construção de igrejas e do surgimento de novas religiões cristãs.
  2. da arte gótica e do fortalecimento do poder da hierarquia eclesiástica.
  3. da igreja românica e da confirmação do poder dos senhores feudais.
  4. da arquitetura barroca e da catequização cristã dos povos pagãos.
  5. da basílica neoclássica e do retorno do cristianismo às suas origens.

15. (UFPR) “No coração da obra, esta ideia: Deus é luz. Desta luz inicial, incriada e criadora, participa cada criatura. Cada criatura recebe e transmite a iluminação divina segundo a sua capacidade, isto é, segundo o lugar que ocupa na escala dos seres, segundo o nível em que o pensamento de Deus hierarquicamente o situou.”

(DUBY, Georges. O tempo das catedrais. Lisboa: Estampa, 1979. p. 105.)

A citação resume o princípio norteador do estilo gótico, que predominou na arquitetura e na escultura religiosas da Europa Ocidental no século XIII. Sobre esse estilo e seus ideais, assinale a alternativa correta.

  1. A luminosidade das catedrais góticas representa uma tentativa dos arquitetos da época de identificar os espaços sagrados com o entusiasmo predominante no século XIII, decorrente das boas condições de vida que se instauravam com a conjuntura de crescimento urbano, mercantil e agrícola que predominava naquele contexto. Com isso, a Igreja mantinha atualizados seu discurso e presença como convinha ao otimismo da época.
  2. A necessidade de luminosidade levou ao desenvolvimento de técnicas cada vez mais apuradas de sustentação de grandes candelabros nas altas abóbadas, a fim de garantir, com velas de cera, a luz no interior da construção, visto que a luz natural é escassa na maior parte do ano nas regiões setentrionais da Europa.
  3. Na Idade Média, todos os pensadores que discordavam do pensamento oficial da Igreja tinham que buscar espaços alternativos para a manifestação de suas ideias. As catedrais góticas, construídas nas cidades, são um exemplo desse tipo de espaço.
  4. Como as catedrais eram construídas por mestres pedreiros, ferreiros, vitraleiros e carpinteiros, entre outros, a arquitetura das altas igrejas e a aparência de poder e verticalidade das construções decorriam das aspirações desses membros das corporações de ofícios de conquistarem o poder dentro das cidades.
  5. Os vitrais representavam cenas ocorridas durante a construção das catedrais, que demoravam décadas até estarem concluídas, e apresentavam sobretudo cenas do trabalho dos mestres e trabalhadores manuais.

1.A 2.E 3.A 4.B 5.C
6.B 7.D 8.A 9.D 10.E
11.E 12.A 13.C 14.B 15.A